Os principais nomes em discussão são: os deputados federais Danilo Cabral e Tadeu Alencar, e o secretário da Casa Civil José Neto. O ex-prefeito do Recife, Geraldo Julio não foi totalmente descartado.


O governador de Pernambuco, Paulo Câmara, tem sido o condutor do processo de sucessão e já admitiu que a definição poderá levar mais templo do que o esperado.




FOTO DA MANCHETE: ALUISIO MOREIRA/SEI 

Charge: Thiago. 

Fonte: JC Online



Deixe seu Comentário